27 de fev de 2014

If I Could Change Your Mind by HAIM

Conheci a banda HAIM no final do ano passado e que eu simplesmente adorei - veja o post que fiz sobre essas californianas para o blog por aqui. Essa semana saiu o clipe de If I Could Change Your Mind que é faixa do álbum Days Are Gone (2013). O vídeo é cheio das dancinhas esquisitas que já virou marca registrada das meninas e ficou lindo! Assita:

25 de fev de 2014

Livro: As Listas de Casamento de Becky Bloom

Aparentemente, a vida de Becky Bloom finalmente se estabilizou: tem o emprego de consultora de compras (gastar o dinheiro dos outros e ainda ser paga para isso? Não teria como ser mais perfeito!); mora em um apartamento em Manhattan com o namorado mais lindo do mundo (também conhecido como Luke Brandon) - o qual até fez uma conta conjunta! E, como o próprio nome já diz, em As Listas de Casamento de Becky Bloom, nossa queridíssima Becky vai subir ao altar! Isso mesmo, Luke realmente perdeu a noção do perigo e pediu a consumidora mais fofa do planeta em casamento (brincadeira, Becky! Você sabe que só digo isso por inveja!) e, é claro, as coisas não vão ser fáceis como nos contos de fadas - ok, talvez tenha algo com a história da Bela Adormecida mas enfim. 
As Listas de Casamento de Becky Bloom é o volume três da série e, ao contrário de muitas pessoas que eu conheço, eu acho que Becky me conquista mais a cada livro. Dessa vez, eu podia jurar que nada muito "grave" aconteceria à nossa protagonista mas é claro que eu estava completamente enganada!
Sério, de todas as encrencas em que ela se meteu essa foi a que mais me deixou agoniada! Logo após o fofo pedido de casamento de Luke, os preparativos para o grande evento devem ser imediatamente providenciados só que Becky se encontra envolvida entre duas festas: uma produzida por sua mãe em Oxshott, em Londres e outra financiada pela "queridíssima" sogra, Elinor, no incrível hotel Plaza em Nova York.
Apesar de uma vozinha gritar inconstantemente na minha cabeça 'Becky, resolva tudo isso imadiatamente! Não dá para levar isso adiante!' eu não consigo ficar brava com ela. Becky, apesar de odiar a sogra, não consegue dizer não para a mulher que quer porque quer bancar o casamento dos sonhos mas também não quer magoar a mãe que está toda orgulhosa fazendo todos os preparativos para a festa.
Becky Bloom é uma daquelas personagens que foi me ganhando gradativamente. Admito que me identifico um pouco com ela no quesito compras (calma! Ainda não fali meus pais nem nada do gênero!) só que, no meu caso, seriam livros (risos). Percebi que Becky não estava tão consumista assim nesse livro e isso fez um pouco de falta, afinal, é um dos pontos mais marcantes da personagem. Ok, tiveram todas aquelas listas de casamentos que ela fez (uma em cada loja!) mas são os outros que vão gastar!
Falando agora sobre o noivo: dessa vez, conhecemos mais profundamente Luke Brandon. Sou apaixonada pelo workaholic desde o primeiro livro mas, até o terceiro volume, ainda não conheciamos muito da personalidade dele e é uma parte bem emocionante no livro. Além dele, temos outros vários personagens secundário maravilhosos, como por exemplo Danny, o amigo estilista e vizinho de Becky; Laurel, uma das clientes dela; Michael, um velho amigo do casal (que apareceu em Os Delírios de Consumo na 5ª Avenida); e, claro, a melhor amiga de Becky, Suze, que tem uma notícia incrível nesse livro e que continua sendo uma das minhas personagens favoritas (fora que as cenas com ela são hilárias).
Enfim, As Listas de Casamento de Becky Bloom é um livro hilário (sério, não leiam em lugares públicos!) que toda garota devia ler! O final do livro é maravilhoso e estou me controlando para não contar para vocês o que acontece (risos). Para você que gosta de chick-lit e ainda não conhece a atrapalhada Becky Bloom só digo uma coisa: pegue agora seu cartão de crédito e compre os livros da série - garanto que vai ser um ótimo investimento!

As Listas de Casamento de Becky Bloom é o terceiro livro da série Becky Bloom da britânica Sophie Kinsella e é publicado aqui no Brasil pela Galera Record. 

24 de fev de 2014

Hard To Say No by The Strypes


Para quem viu meu post sobre os meninos da The Strypes - se você não viu pode ver aqui - já sabe que aposto todas as minhas fichas neles. Esse mês, a banda lançou um EP, 4 Track Mind, com quatro músicas (ah, sério?) inéditas - incluindo Hard To Say No que acaba de ganhar clipe! Confira:

22 de fev de 2014

Novas capas de Percy Jackson & Os Olimpianos!

Para quem não sabe, a série de livros Percy Jackson & Os Olimpianos do autor Rick Riordan é uma das minhas favoritas de todos os tempos - e também foi a que me introduziu no mundo dos livros! - e, bom, essa semana foram liberadas as novas capas para o relançamento da série e é óbvio que fiquei maluca para ter essa nova edição!

Os desenhos foram desenhados pelo John Rocco, que também fez as capas da primeira edição! E para quem ainda não reparou (como não reparar!): as capas todas juntas formam um mesmo desenho (e a lombada também, como vocês podem ver aqui do lado)! Achei essa ideia super bacana e já comecei a pensar em como vou arranjar dinheiro para comprar!
Tudo bem que esperava que fizessem capas bem diferentes das originais (tipo, pegar outro momento importante do livro) mas elas ficaram lindas demais! A que eu mais gostei foi a de A Maldição de Titã (por motivos de Blackjack! Se bem que assim eu teria que ter gostado também de O Último Olimpiano... OK, EU ADOREI TODAS AS CAPAS, PRONTO!) e espero que a Intrínseca cogite a ideia de trazer essa nova edição para cá (ou esperar que o Submarino venda!)
Deve estar na moda fazer capas que se interligam (?), né? Só para deixar os leitores malucos e pobres! Mas tudo bem, nós vamos dar um jeito de não ter que passar fome para ter nossas séries favoritas em todas as edições possíveis porque é isso que fãs (rycos) fazem! XD

Confira as novas capas com mais detalhes:

Ladrão de Raios
Mar de Monstros
A Maldição do Titã
A Batalha do Labirinto
O Último Olimpiano
O que acharam?

21 de fev de 2014

Estudos, blog e outras coisas

Qualquer desculpa para usar uma foto de um dos meus filmes favoritos é sempre bem vinda! (foto de As Vantagens de Ser Invisível)
Ei, pessoas! Como vocês estão?
Eu sei, o blog está um tanto parado se comparado ao mês passado, quando eu postava praticamente todos os dias, e queria vir me desculpar. Não tenho certeza se existe alguém que acompanhe o blog (se você entra aqui sempre - ou às vezes - que tem post novo, deixa um comentário aqui para eu te conhecer!) mas enfim... tive várias coisas para resolver nas últimas semanas e também queria aproveitar o máximo minhas férias já que as aulas do cursinho começavam essa semana.
E então, o cursinho. Não vou me alongar muito no assunto mas a questão é que esse ano estou determinada à dar tudo de mim nos estudos e acho que meu tempo para escrever aqui vai entrar em extinção (risos). Porém, não quero abandonar o blog, porque acho que seja uma coisa legal de se fazer. Pois bem, o número de postagens vai ser menor mas vou tentar atualizar aqui, no mínimo, uma vez por semana, ok? Então não me abandonem!
Ah! Vou fazer algumas modificações no estilo de resenhas de livros também! Devo ter falado em vários posts que tenho muita dificuldade em fazer sinopse e isso acaba fazendo com que demore alguns dias para terminar a postagem e, com a quantidade de posts precárias, não posso me dar ao luxo de ficar semanas segurando para postar. Mas vai ser praticamente a mesma coisa: só vou usar sinopses oficiais dos livros e os textos vão diminuir.
Outra coisa: vocês notaram que eu mudei o nome do blog, certo? Pois é, mas deixa eu explicar: antes de realmente começar o blog, a ideia era me manter no anonimato e postar meus contos aqui, então, não poderia de jeito nenhum usar meu nome no url do blog (ah é?). Só que mudei de ideia quanto ao conteúdo do blog, ele se tornou bem mais pessoal - no sentido de falar somente de coisas que eu realmente curto - e nada melhor do que usar meu nome aqui, não é? 
E sobre meus contos... não tenho muito o que dizer. Ainda não escrevi nada que me agradasse cem por cento então prefiro não postar mas estou trabalhando em um romance (ou fanfic, não sei ainda como determinar o que ele é) e quem sabe eu poste ele qualquer dia desses.
Ufa! Acho que é "só" isso.

Obrigada pela visita!

Cami

18 de fev de 2014

Livro: Nada Dramática

Postado originalmente no BabiDewet.com

Nada Dramática conta a história de Camilla Pinheiro, que está no terceiro ano e que teria conseguido passar por todo o ensino médio sem se envolver com os dramas adolescentes se não fosse por uma confusão na vida amorosa de seu melhor amigo, Thiago, que inicia uma série de conflitos em sua vida - e o que era para ser um ano para focar o vestibular (e ocasionalmente partidas de Super Trunfo!), acaba por ser cheio de intrigas, revoluções, problemas familiares e, se não bastasse tudo isso, uma possível paixão.
ND foi um livro que super me conquistou pela capa, sinopse e, ok, tudo! (risos) Desde que foi anunciado o lançamento, fiquei louca para ir atrás mas acabei enrolando um tempão até que finalmente tomei vergonha na cara e comprei! Mas deixa eu parar de enrolar aqui e dizer logo minha opinião.
Camilla Pinheiro está terminando o Ensino Médio, estuda em uma das escolas mais puxadas de Goiânia e está enfrentando a maratona que é a época do vestibular - poderia dizer que essa seria a minha descrição do ano passado, só trocando Goiânia para Ribeirão Preto! No livro, a autora conseguiu colocar muito mais realidade do que é estar no ensino médio no Brasil do que encontramos em muitas histórias por aí, não apenas nessa parte sobre vestibulares mas também na parte dos (muitos) conflitos em que a protagonista se encontra que não são muito parecidos com o que vemos em filmes e seriados: um problema acontece ao mesmo tempo que outro se desenvolve e outro ainda está para acontecer!
Agora falando um pouco sobre a Camilla: ela é muito bacana, inteligente, cheia de humor e sarcasmo (e que vê insinuações sexuais em tudo) que só quem leu vai entender o quão cool ela é! Uma parte do livro que achei genial foi a Agente C: uma personagem criada pela Camilla e que é protagonista de contos que ela escreve. Ri alto com todas as aventuras da Agente C e fiquei um tanto chateada que o blog onde a Camilla postava os contos não existia de verdade - mas tudo bem porque, pelo menos, temos vários contos no livro (e alguns espalhados pela blogosfera)!
Apesar de alguns nem aparecerem tanto, os personagens secundários de ND conseguiram me conquistar: a adorável sobrinha Valentina, filha do irmão mais velho de Camilla, Lenine; Carol, uma das melhores amigas de nossa protagonista; Fran, a motorista de Marcela; Jordana, uma amiga que nossa protagonista troca e-mails; João... bom, esse dispensa comentários!!!
Dayse Dantas possui uma escrita leve e prazerosa que deixa impossível largar o livro antes de chegar ao final - e para que conhece a Dayse do twitter, já sabe que ela é uma das pessoas mais legais da rede social (e que é cheia dos caps lock) e isso reflete muito do humor do livro. Acho que em termos de identificação, Nada Dramática foi o que mais se pareceu com minha vida (sério, tenho CERTEZA que espionaram minha vida pra escrever!!!!!) e eu não poderia ter escolhido melhor momento para lê-lo. É um livro maravilhoso, cheio dos dramas que com toda certeza você já passou ou conhece a namorada de um primo (...) que já passou pela mesma situação. Terminei a leitura com uma simpatia maior pelo comunismo, uma vontade enorme de jogar Super Trunfo, uma inveja enorme da criatividade da Camilla e uma sensação triste por ter acabado.
Não acho que seja necessário mas vamos seguir as formalidades: NADA DRAMÁTICA É SUPER INDICADO! CORRA PARA COMPRAR O LIVRO AGORA MESMO! Tenho certeza que você não vai se arrepender!

13 de fev de 2014

Conheça a dupla A Great Big World!

Você muito provavelmente conhece esses dois da (lindíssima) parceiria com Christina Aguilera mas a dupla A Great Big World já está pela minha playlist desde 2011 com seu single This Is New Year, presente na trilha sonora de New Year's Eve (Noite de Ano Novo).
A dupla nova-iorquina Ian Axel e Chad Vaccarino se conheceu quando ainda frequentavam o The Steinhardt Music Program na Universidade de Nova York, onde ambos estudavam a industrial musical. Axel convenceu Vaccarino à escreverem músicas juntos e, após algum tempo, Ian resolveu se lançar em carreira solo, gravando um álbum independente com músicas escritas pela dupla. Em 2012, a banda foi rebatizada com o nome atual e gravaram um EP com seis músicas, após conseguirem financiamento no Kickstarter.

No início de 2013 A Great Big World ganhou verdadeiro destaque após o single This Is New Year ser performado no seriado Glee. No mesmo ano, assinaram com a Epic Records, lançando um EP com três músicas. O single Say Something, lançado em setembro, foi usado na final americana da competição So You Think You Can Dance e chamou a atenção da cantora Christina Aguilera que quis regravá-la - em novembro do mesmo ano, a parceria foi lançada e foi um sucesso absoluto.

No início de 2014, o primeiro álbum da banda, Is There Anybody Out There?, foi lançado pela Epic Records e já alcançou o quarto lugar nas paradas de álbum da Billboard.
páginas oficiais da banda: | site | YouTube | Facebook | Twitter |
 Hoje mais cedo saiu o vídeo de uma das minhas músicas favoritas da banda, I Really Want It, confira: 

11 de fev de 2014

Livro: A Outra Vida

Postado originalmente no BabiDewet.com
Li o livro para o encontro do Clube do Livro Ribeirão e confesso que estava bem animada para ler porque 1) eu gostei muito da arte de capa (apesar de amar a original), 2) gosto muito dessas histórias apocalípticas e 3) foi minha primeira leitura no Kobo Glo!
A Outra Vida conta a história de Sherry, uma garota de quinze anos que teve sua vida totalmente mudada quando um vírus apareceu e contagiou grande parte da população fazendo com que o restante das pessoas fossem coagidas pelo Governo à viverem em abrigos para se proteger.
Já se passaram três anos, um mês, uma semana e seis dias desde que Sherry viu o mundo à fora pela última vez e a comida - que estava programada para acabar em quatro anos - se esgotou, sobrando apenas uma lata de carne em conserva (ração de cachorro) que não adiantaria em muita coisa com seis pessoas para alimentar. Devido à isso, o pai e Sherry resolvem sair do abrigo para procurar alimento, tendo que ser cuidadosos para não serem atacados por nenhum Chorão - como os mutantes são chamados.
Ao sair, Sherry descobre que a antiga Los Angeles não existe mais, encontrando apenas uma cidade totalmente  devastada. Depois de explorar um pouco mais, descobriram que a cidade aparentemente estava deserta. Mesmo estranhando, eles ainda precisavam achar comida e não poderiam arriscar em abaixar a guarda. Ao encontrarem um supermercado, eles encontram alguns itens comestíveis mas são surpeendidos por alguns Chorões ali presentes. Após o ataque, Sherry encontra sangue espalhado em todo lugar mas não encontra o seu pai, achando ao invés disso um outro sobrevivente chamado Joshua - e é assim que a história começa.
Sei que alguns estão pensando "já vi essa história um milhão de vezes" ou alguns mais Hannibal style "ora, estão em seis pessoas! Que o mais forte sobreviva e se alimente com os outros"  - o vovô Edgar morreu à alguns meses e seus restos mortais estão no freezer mas acho que essa ideia nem se passou pela cabeça deles - mas posso dizer que devido à esse pré-julgamento o livro pode surpreender.
O livro é narrado em primeira pessoa pela Sherry, intercalando os relatos da vida atual dela com mini-capítulos que contam um pouco sobre sua outra vida (viram o trocadilho?) antes da epidemia. Sherry é uma personagem forte, madura para a idade e o que mais gostei nela foi sua determinação em fazer as coisas, mesmo que para isso ela precise enfrentar seus medos. A narrativa é gostosa de acompanhar e em nenhum momento se tornou cansativa.
Joshua é um jovem - pelo que eu entendi, é um pouco mais velho que Sherry - corajoso com uma história bem triste. É um personagem bem interessante e que eu passei o livro todo esperando que ele narrasse parte da história mas infelizmente não aconteceu. Obviamente, ele e Sherry acabam se envolvendo romanticamente mas não espere algo princesa da Disney que eles se apaixonam logo que se conhecem: a história dos dois vai evoluindo com o tempo, vindo de uma colaboração para a sobrevivência para então acontecer (Elsa approved).
Ao ver a capa, o que se pode pensar é que os Chorões são como os zumbis mas estão um pouco longe disso: eles são mutações que possuem o corpo coberto por pelos com olhos que soltam uma substância que podem contaminar os outros com a raiva, são seres inteligentes e cruéis e sua única semelhança com os mortos-vivos é sua fome por carne humana.
Sabia pouco sobre o enredo e posso dizer que foi bom eu nem ter pesquisado muito sobre, já que a sinopse revela coisas importantes do enredo que talvez me fizessem não gostar tanto da história se eu soubesse - então já fica a dica: não leia a sinopse! - mas isso não significa que o livro seja previsível, diria até que está bem longe disso.
Confesso que não sou nenhuma expert com histórias de apocalipse mas A Outra Vida tem uma pegada distópica que eu não esperava encontrar e que eu super aprovei. Mas nem tudo são flores e algumas coisas não me agradaram tanto: Susanne criou vários pontos bacanas que poderia ter explorado muito mais mas que ela acabou deixando de lado, fazendo com que a história evoluisse rápido demais.
O livro termina com uma revelação bem interessante, mostrando que o enredo vai além de um mundo pós-apocalíptico e com um ótimo gancho para o que vêm à seguir. Além disso, mesmo com uma temática que alguns podem achar meio pesada, achei o livro "leve" com consideravelmente poucas cenas de violência.
Essa foi minha primeira leitura no Kobo Glo e eu li ele muito rápido. Talvez seja algo que acontece quando se lê em um e-reader mas não acredito muito que seja por isso. O que eu posso dizer é que A Outra Vida é um livro que eu só largava por precisar fazer isso (para dormir, por exemplo) e quando terminou eu achei que o arquivo havia vindo incompleto - sério, eu realmente acreditei que isso havia acontecido - mas então fui descobrir que na verdade ele faz parte de uma série! (risos) Depois do que aconteceu, ainda preciso dizer para você ir agora atrás do livro?
A Outra Vida é o primeiro livro da série de mesmo nome escrita por Susanne Winnacker e é publicado pela Novo Conceito. O segundo livro - The Life Beyond - ainda não tem previsão de lançamento aqui no Brasil.

8 de fev de 2014

PLAYLIST: Backbeat

Essa semana resolvi assistir o filme Backbeat (1994), que conta um pouco sobre a história de Stuart Sutcliffe, que juntamente com seu amigo John Lennon e mais três amigos saem de Liverpool para a Alemanha Ocidental para tocarem em bares e tentarem conseguir reconhecimento pela banda que mais tarde se tornaria um fenômeno mundial. (Não sou boa com sinopse "/). Enfim, super recomendo para os fãs dos Beatles e também para os curiosos que queiram saber um pouco mais sobre a história do quinto Beatle.
Vocês já devem ter percebido que eu adorei o filme certo? (risos) Se tratando de um filme que conta a história de uma banda, é óbvio que vamos ter muita música e a de Backbeat não deixa a desejar! Por isso, resolvi escolher 5 músicas da trilha sonora que mais gostei! Confira:

1 - Please Mr. Postman


2 - Rock & Roll Music


3 - Twist and Shout 

 

4 - Money (That's What I Want)

 

5 - Good Golly Miss Molly

5 de fev de 2014

Especial: Darren Criss [Parte 2]

14 - THIS WORLD'S AN UGLY PLACE BUT YOU'RE SO BEAUTIFUL TO ME

Golpe baixo é Darren Criss cantando Blink-182! Going Away To College é uma das minhas favoritas do Enema of the State (1999) e, apesar de bem diferente da versão original, Darren me fez gostar ainda mais da música!

15 - BABY, YOU'RE NOT ALONE

Considero Not Alone a clássica do Darren. A música foi escrita na época em que ainda estava na Itália (em 2008, ele foi estudar o teatro italiano na Accademia dell'Arte em Arezzo) e faz parte do EP Human. Além disso, a música também faz parte da trilha sonora de A Very Potter Musical! A canção é maravilhosa e é uma daquelas que Criss nunca vai poder parar de cantar nos shows!

16 - I AM, THE COOLEST GIRL IN THE WHOLE WIDE WORLD

Mais uma música feita para A Very Potter Sequel - originalmente, a música é cantada pela Bonnie Gruesen (Hermione). A letra é linda e o Darren cantando ela fica tão fantástico que nem dá para comentar o fato de ele ser "a garota mais legal do mundo inteiro".

17 - I'M A SOPHOMORE

Por alguma razão, a maioria das fãs simplesmente adoram Sophomore! (risos) Essa é uma das músicas que Darren escreveu quando frequentava a escola e, ah!, ele cita The Breakfast Club e The Clash na música então é meio óbvio que só por isso eu já vou gostar mas, enfim, é bem bacana!

18 - AUX CHAMPS ELYSÉES 

Darren fala umas 500 línguas (pelo o que eu sei ele é praticamente fluente em italiano, conhece bem o francês e recebeu alguns prêmios escolares de latim; além disso, ele sabe alguma coisa de alemão, japonês, filipino e talvez português! O cara é rico e viajou pela Europa e estudou em escolas particulares que enfatizam o estudo de outras línguas então, pois é, ele é esperto) e eu não poderia deixar de fora ele cantando uma música em francês! Eu adoro ele cantando em italiano também (veja o vídeo dele cantando Tu Vuoi Fa L'Americano).

19 - SO WHY DON'T WE GO SOMEWHERE ONLY WE KNOW?

Somewhere Only We Know é uma música da banda Keane e, pra mim, é uma das mais lindas cantadas em Glee. Pensei em por a versão do seriado mas encontrei essa acústica que eu achei linda!

20 - ON THIS NEW MORNING WITH YOU...

New Morning foi uma música que Darren e Chuck gravaram para o álbum Chimes of Freedom – A tribute to Bob Dylan. Acho divertido o vídeo mostrando um pouco dos irmãos Criss juntos e, enfim, a música é ótima!

21 - SO I SAY: NO TO STATUS QUO

Depois de entrar em Glee, Darren ficou bem ocupado mas isso não impediu ele de se envolver nos projetos da Starkid! Status Quo é uma das músicas que ele compôs para a peça Starship - não deixe de ver como ficou no show!

22 - I'M JUST FALLING FOR YOUR PHEROMONES

Hum, essa é uma daquelas músicas que você vira pro cantor e diz 'é sério que você compôs isso?' e, bom, você agradece eternamente por seus pais não entenderem inglês! (risos) Pheromones é uma das músicas novas que Darren cantou na Listen Up! Tour e que eu fiquei escutando/cantando/escrevendo sem parar!

23 - THIS MUST BE HOW IT FEELS TO HAVE A HOME 

A canção é de A Very Potter Sequel e é originalmente cantada pelo Darren (Harry Potter) e é uma das mais emotivas da saga! Eu amo o Dylan Saunders cantando essa música mas acho que To Have a Home é uma música que precisa ser cantada pelo Darren.

24 - IT'S PART OF MY CHEMISTRY, IT'S THIS JEALOUSY

(Um comentário um tanto inútil: meu Deus! Darren tá tão novo nesse vídeo!) Jealousy é faixa do Human e tem uma melodia gostosa de ouvir! Por alguma razão, essa é uma das músicas que eu mais fico cantarolando do Darren.

25 - I TRY TO BE THE ONE BUT IT'S OVER NOW


It´s Over Now foi gravada para Little White Lie - onde uma das versões da música é cantada pelo Darren mas foi modificada para que parecesse a voz de Kevin.

26 - YOU DIDN'T NEED TO HEAR YOUR SONG, AND IF YOU DON'T KNOW THAT WELL YOU MIGHT AS WELL BE DEAD

The Muse é uma das músicas que sei que muitas fãs amam. Sempre achei essa música incrível mas também um tanto sombria então resolvi dar uma procurada para saber mais sobre. Descobri que a música tem um embasamento em mitologia grega e, ok, vocês não querem uma explicação completa! (risos) Mas para quem quiser, achei uma análise interessante sobre a música (em inglês).

27 - One fine day, you're gonna want me for your girl 

One Fine Day é uma daquelas músicas que é necessária a apreciação! A música é um cover de Carole King e eu adoro escutar quando estou meio pra baixo. (risos) 

Vocês repararam que no final já estava sem ideias, certo? XD Anyway, consegui escolher 27 músicas para os 27 anos do Darren! YAAAY \O/ Se você escutou todas as músicas: PARABÉNS! Eu talvez não conseguiria (se não gostasse do Darren)! Se você veio direto para a segunda parte, pode ver as primeiras 13 músicas da lista por aqui. Espero que tenham gostado e não se esqueçam de deixar um comentário aqui para eu saber o que acharam ou quais músicas são as favoritas de vocês! ^_^

Anyway, HAPPY BIRTHDAY MY PRINCE CHARMING!! <3

Especial: Darren Criss

by Lauren Schroer

Quem me conhece, sabe muito bem o quanto eu amo esse cara aí da foto, também conhecido como Darren Criss - na verdade, ninguém mais me aguenta falando dele mas ok - e, bem, hoje ele completa 27 anos e eu não poderia deixar a data passar em branco, certo? (risos) Esse vai ser mais um daqueles posts surtados - quem viu o de Sherlock Holmes? - então se preparem para um ataque fangirling aqui!!
Conheci Darren no final de 2009 quando anunciaram que ele entraria para a segunda temporada de Glee (uma das minhas séries favoritas, vale constar) e que ele seria o interesse amoroso de Kurt (Chris Colfer), Blaine Anderson... e eu achei ele lindo! Brega? I know!; mas foi essa a minha primeira reação ao ver a foto do cara! Anyway, desde aquele dia sou apaixonada pelo hobbit (ele não é tão baixo assim mas whatever, vamos sempre zoar o Darren por isso) e fim da história! (risos)
Bom, pra esse post não ficar enorme, vamos apenas dizer que me desafiar e fazer uma lista de 27 músicas cantadas pelo Darren que eu mais gosto (a lista não está por ordem de preferência!) e, enfim, espero que vocês gostem!

3 de fev de 2014

Ain’t It Fun by Paramore

Conheci a banda em 2009 por causa de Crepúsculo e desde então Paramore é figura constante em minha playlist. Semana passada, foi divulgado o vídeo de uma das minhas músicas favoritas do Paramore, Ain't It Fun - que era para ter sido lançado ano passado mas a banda não havia gostado do resultado e acabaram por lançar Daydreaming como single. O clipe está super divertido com os membros da Paramore quebrando vários recordes, desde "mais rápidos a quebrarem 30 relógios com uma guitarra" à “mais rápidos a correrem de costas com os olhos vendados e segurando muitos bichos de pelúcia”!


Ain't It Fun é o terceiro single do álbum Paramore (2013). 

1 de fev de 2014

Trailer de A Culpa é das Estrelas


Provavelmente todo mundo já viu, já chorou horrores, viu de novo e entrou para o ciclo vicioso em que eu me encontro com o primeiro trailer da adaptação de A Culpa é das Estrelas mas não custa nada postar ele aqui, certo?

A Culpa é das Estrelas foi o segundo livro do John Green que eu li (o primeiro foi Quem é você, Alasca?) e eu sou apaixonada por essa história. Pelo trailer, tive a impressão de que o filme não vai decepcionar e que a escolha de Shailene Woodley e Ansel Elgort para os papéis de Hazel e Gus não poderiam ter sido melhores (mas ainda vou achar estranho o fato de ver eles sendo irmãos em Divergente e depois um casal).
Apenas uma pequena observação: eu pirei quando começou à tocar What You Wanted da OneRepublic no trailer (aproximadamente 1:23)! Sério, vocês precisam ouvir essa música (e todas as outras músicas da banda!).
A Culpa é das Estrelas está previsto para ser lançado dia 15 de agosto aqui no Brasil.

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©